Pandemia

O período de isolamento social está completando quatro meses já. Quem não terá notado esse período?

Haverá quem não o tenha notado? Ouvi muitas vezes a pergunta: Que mudanças ocorrerão no mundo depois dessa pandemia? E também ouvi respostas variadas. Mas a que me parece mais verdadeira é que nada vai mudar. Terá sido um período de tempo apenas incômodo para a maioria, trágico para quem perdeu familiares para a doença e inesquecível para quem esteve à frente no que diz respeito aos campos médicos, científicos, políticos.

E vida que segue.

Não para mim. Quatro meses sem ver filhos e netos, sem almoços de domingo em família, o mesmo período sem fazer minha viagem mensal ao Paraguai, onde vou regularmente no que eu considero meu lazer individual e possível (jogos eletrônicos), quatro meses sem os encontros mensais do Café com as amigas, muitos dias sem visitar as pessoas que eu gosto, e pior do que tudo, o não contato físico, não poder abraçar nem beijar meus filhos e netos, abraçar carinhosamente ao encontrar uma amiga, passar a mão ao cumprimentar alguém…É muito estranho viver sem tocar.

Revisitei minha vida, fiz um balanço do que vivi, do que senti, do que fui e do que sou. Preparei-me para a morte? Não sei. Sei que precisei fazer o que fiz!

Meu maior medo é o estrago psicológico que essa situação possa trazer como consequência. Embora sempre soubemos que não éramos imortais, parece que a pandemia esfregou na nossa cara o quanto não temos domínio sobre nossas vidas. Isso não é fácil de simplesmente abstrair. Quem ganhará com isso? A indústria farmacêutica com a venda de milhares de ansiolíticos e remédios para depressão, os consultórios médicos com pessoas doentes do corpo e da alma, talvez as indústrias de bebidas e cigarros, num afã de anestesiar a mente e continuar a viver.

Quisera eu dizer que as igrejas se encherão de pessoas procurando ajuda espiritual, mas neste momento, da forma que estou, não consigo vislumbrar essa grandeza nem em mim, quanto mais na humanidade.

Quem viver verá! Literalmente!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s