Criado como filho. Será?

Criado como filho!
Hoje, Sexta-Feira Santa, participei da Via-Sacra. E entre todas as Estações, aquela em que Maria coloca o corpo do seu filho Jesus no colo me chamou atenção.
A mãe de Jesus estava ali durante todo momento.
Aí me distraí e lembrei de uma postagem de uma amiga que li essa semana. Ela disse que quem tem mãe não passa fome, nem frio, não se molha e não tem sede. Essa amiga perdeu a mãe novinha, aos 13 ou 14 anos. E eu lembrei quão solitária e complicada foi a trajetória dela sem a mãe.
Depois fui até minha infância e lembrei das sextas-feiras santas que passávamos em família. O dia era longo, triste, ninguém cozinhava, comíamos chipa e sopa paraguaia preparadas de véspera. Não se varria a casa e, se não estou enganada, era o único dia do ano em que víamos a nossa avó com os cabelos soltos.
Nesse dia, nós as crianças, não podíamos brincar, correr, gritar ou externar qualquer sinal de alegria.
Mas, é claro que fazíamos tudo isso na maior discrição e diversão. Até que alguém nos pegava… e… sempre a culpa era de um primo, aquele que não teve mãe. Desculpe, ele teve sim, afinal todos nós temos mãe.
Mas a história que nos foi contada é que a mãe dele deixou ele para o pai criar, meu tio. E ali na casa da minha avó, ele foi criado com todo amor pela minha avó, minhas tias que eram moças e solteiras e o pai dele estava por ali, mas não encampou a educação dele.
Eu sei que esse primo era criado como se fosse filho, mas nunca, jamais criado como um filho. Pois a cada arte que aprontava, ia pra casa de uma tia ou voltava pra casa da avó.
E assim ele foi crescendo, sendo amado pela minha avó e criado como se fosse filho por algumas tias, até na nossa casa ele passou uma temporada.
Era um verdadeiro avulso. Sua vida não foi fácil, envolveu-se com drogas e foi morto em razão delas.
Eu sei que lembrei de tudo isso lá na via-sacra e chorei. Chorei pelo que a mãe de Jesus passou, pela minha amiga que amargou a ausência de uma mãe, por meu primo que não soube o que significava uma mãe, por meus filhos, porque nem sempre sou uma boa mãe. Suspirei de saudades desse dia vivido em família e enfim retornei ao presente e agradeci a Deus e à Maria porque minha mãe sempre esteve do meu lado, em todos os momentos da minha vida, fossem de angústia ou de alegria. Minha mãe é minha segurança e a pessoa que me acolhe em todo e qualquer momento, sempre. É uma dádiva ter uma mãe!
Obrigada Mãe, porque está comigo em todo momento!!!

Texto de minha filha Rossana!Reflexões profundas em um dia carregado de significados: a Sexta-Feira da Paixão. Por tudo, obrigada, Saninho!🙏

Publicado por blogdadivinablog

Me autodenominei Divina, Perfeita e Maravilhosa. Não é por vaidade e sim porque acredito que foi assim que Deus nos criou: à sua imagem e semelhança. Mesmo que humanamente isso pareça impossível, ao expressar minha crença me sinto bem. Busco o melhor sempre. Tenho fases, sou de Libra e isso ajuda a explicar minhas qualidades e meus defeitos. Amo a vida, minha família, meus amigos. Estudei bastante, sempre gostei de ler, li romances, documentários, biografias...mas minha maior bagagem é de vida, pois sou intensa. Amo muito, preocupo-me muito, erro muito, e procuro muito acertar! Vou dividir com vcs um pouco da minha experiência de vida, neste espaço que considero meu "travesseiro virtual" e o convido a compartilhá-lo comigo. Venha?! Criei este blog em agosto de 2010 na plataforma blogspot. Posteriormente o trouxe para o WordPress . Agora em 2021 estou agregando-o ao meu site asdivinas.com.br

Um comentário em “Criado como filho. Será?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: