Dia 04/04/2021 – Domingo de Páscoa

Lembro-me da minha infância. Só lembranças boas. Que felicidade é ser criança, a alegria genuína, não a alegria de ter alguma coisa. É alegria de ser! E o que eu era? Uma garota entre vários irmãos, primos, tias e tios, uma avó que era cuidada como se fosse uma relíquia, um pai amoroso e uma mãe atenta e cuidadosa! Essa Páscoa em específico estávamos em Bela Vista, na casa de minha avó paterna, a Abuelita. Já velhinha sentava-se próxima à porta que dava para o quintal, porque lá era o “quartel general” das festividades. Talvez vocês não consigam imaginar o que é uma Semana Santa de antigamente e principalmente das famílias paraguaias. Muito simbolismo, muita fé e muita comilança! Para que todas as iguarias fossem preparadas existia no quintal um fogão à lenha, um forno de barro chamado tataquá, uma mesa comprida onde armava-se máquina de moer milho, as tias amassavam a massa da chipa, se houvesse mandioca fazia-se um bolo delicioso chamado “caburé”, as madrinhas e tias faziam para os seus preferidos a “chipa” no formato de pássaros, pombas, rosas chamados de “lopi”. Quem ganhasse um mimo desses ficava esnobe que só!

A Comemoração pelo dia da Ressureição de Cristo começava cedo. Bem cedo. Lembro-me que tinha um altar com os Santos cobertos até determinada hora. Depois tirava-se a cobertura, acendia-se velas e na tarde do sábado alguém providenciava folha de espada de S.Jorge ou galho de árvore de uns 60 cm. que ficavam ali no altar. No domingo cedo, desde os mais velhos até o bebezinho passava em frente ao altar para que minha avó lhe “desse a Páscoa”. Pensa em um ritual onde há fé, comoção e euforia. Claro que a euforia era das crianças na fila da Páscoa. Nossos pais diziam que tínhamos que confessar nossos pecados e mesmo que não os tivéssemos ajoelhávamos com as mãos postas e pedíamos a benção. A nossa avó fazia um sinal da cruz com umas batidinhas das folhas em nossa cabeça e dava um conselho ou um pequeno sermão. Ela sabia tudo de todos! Quanto ao meu pai, mãe, noras, filhas, e adultos que ali estivessem, ela fazia esse ritual com o Rosário. E todos saíam dali renovados!

Porquê? Pela tradição, pela fé, pelo costume, por que era Domingo de Páscoa! Um dia inesquecível!

Publicado por blogdadivinablog

Me autodenominei Divina, Perfeita e Maravilhosa. Não é por vaidade e sim porque acredito que foi assim que Deus nos criou: à sua imagem e semelhança. Mesmo que humanamente isso pareça impossível, ao expressar minha crença me sinto bem. Busco o melhor sempre. Tenho fases, sou de Libra e isso ajuda a explicar minhas qualidades e meus defeitos. Amo a vida, minha família, meus amigos. Estudei bastante, sempre gostei de ler, li romances, documentários, biografias...mas minha maior bagagem é de vida, pois sou intensa. Amo muito, preocupo-me muito, erro muito, e procuro muito acertar! Vou dividir com vcs um pouco da minha experiência de vida, neste espaço que considero meu "travesseiro virtual" e o convido a compartilhá-lo comigo. Venha?! Criei este blog em agosto de 2010 na plataforma blogspot. Posteriormente o trouxe para o WordPress . Agora em 2021 estou agregando-o ao meu site asdivinas.com.br

2 comentários em “Dia 04/04/2021 – Domingo de Páscoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: