Lendas Urbanas Repaginadas – A LOIRA DO BANHEIRO

 

— Alguma coisa deve ter acontecido com ela no banheiro. 

— Seria no banheiro de casa? Ou no banheiro da escola? Talvez no banheiro de uma estação de ônibus. E se o passageiro não olhou o número do próprio ônibus antes de entrar no banheiro?

Na estação, ficam dez ônibus com motoristas impacientes apressando as pessoas para partir.

Aí você entra em um dos ônibus e não vê ninguém conhecido, desce e vai entrando em outros, até que finalmente encontra seu ônibus e senta com uma cara de quem nem estava apavorado com a possibilidade de ser abandonado na estação.

— Pode ter sido nesse banheiro que aconteceu alguma coisa com a Loira do Banheiro.

— Também penso que talvez possa ter sido no casamento dela, porque ela está sempre de branco.

— Ou então num hospital, e ela saiu com o lençol branco que a cobria para ir ao Banheiro, onde tudo aconteceu, e por isso ela usa o lençol até hoje.

O que sei é que ela gosta muito de banheiros de cinema, de escolas, de parques… Dos lugares onde há mais pessoas, pra que a correria e a gritaria seja bem grande.

— Eu acho que ela precisa de plateia!

— Eu mesma nunca a vi. Mas conheço um monte de meninas e meninos que a viram. Talvez quando eu estudava e ia ao cinema e aos parques, ela ainda não aparecia para ninguém. Não sei.

— O que sei é o apavoramento que ela causava, não há quem a tenha visto que não conte como foi. Uns ficam com tanto medo, que contam pouco, e outros não param de falar de todos os detalhes que se lembram.

— Então, a Loira do Banheiro foi uma lenda urbana que surgiu entre as décadas de 1970 e 1990. Depois ela sumiu.

— Ahh, ia me esquecendo do mais importante: o que dava pavor e medo é que ela tinha dois chumaços de algodão ensanguentado tapando suas narinas.

— Olha, quer saber? Eu acho que na verdade ela nunca existiu

— É… Pode ser. Na verdade, lembrei-me dessa história quando fui limpar o banheiro e encontrei um chumaço de cabelo loiro no lixo.

— Cabelo loiro no lixo? Ah! Hoje o Antonio vai ter que me contar direitinho que história é essa de Loira do Banheiro. Ah, se vai!

Publicado por blogdadivinablog

Me autodenominei Divina, Perfeita e Maravilhosa. Não é por vaidade e sim porque acredito que foi assim que Deus nos criou: à sua imagem e semelhança. Mesmo que humanamente isso pareça impossível, ao expressar minha crença me sinto bem. Busco o melhor sempre. Tenho fases, sou de Libra e isso ajuda a explicar minhas qualidades e meus defeitos. Amo a vida, minha família, meus amigos. Estudei bastante, sempre gostei de ler, li romances, documentários, biografias...mas minha maior bagagem é de vida, pois sou intensa. Amo muito, preocupo-me muito, erro muito, e procuro muito acertar! Vou dividir com vcs um pouco da minha experiência de vida, neste espaço que considero meu "travesseiro virtual" e o convido a compartilhá-lo comigo. Venha?! Criei este blog em agosto de 2010 na plataforma blogspot. Posteriormente o trouxe para o WordPress . Agora em 2021 estou agregando-o ao meu site asdivinas.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: