DUAS VIDAS

 A história de um homem que lê um romance nos leva a indagar: quais são os limites entre a realidade e a ficção?

Sim, porque deve haver esse limite! João tendo trabalho, esposa, filho,  contas a pagar, mãe a visitar, futebol para jogar aos sábados, e todas as minudências que se entrelaçam e fazem o cotidiano.

Sendo assim  seria capaz de viver totalmente a realidade da vida, ou, ao contrário, andaria com a cabeça nas nuvens dialogando altos  papos com os personagens dos romances que lê? 

João é ajudante de marceneiro. Seu trabalho é colar, cortar, pregar. Um trabalho concreto, do ponto de vista mental. 

Ele tem o hábito de ler romances de bolso. Nem lembra quando começou mas aqueles pequenos livretos trazem para a sua vida, os bangue-bangues, os espiões, as luxúrias das mulheres sem pudores, os conflitos entre os poderosos e tantos outros universos diferentes daquele em que ele vive!

Além disso, por serem de bolso, podem ser lidos em pé, ou quando João aguarda o ônibus encostado no muro, ou no banheiro, não há empecilho para que João mergulhe em um outro mundo, várias vezes ao dia. 

O mundo da ficção o rouba do mundo real. 

Quando ao meio dia, com o triste prato nas mãos almoça no alpendre, o corpo mal alinhado na cadeira, mastigando pela força do hábito o seu arroz com feijão, sua mente frenética está  relembrando  e analisando as peripécias do marido indolente ou as fofocas das esposas entediadas do romance que está lendo.

Esse mundo é só dele.

Sua face, ah, esta é de Maria, sua mulher, de Joãozinho, seu filho, dos colegas, da mãe, das pessoas ao seu redor. Ele está ali, de corpo presente e mente ausente. 

Distrai-se relembrando  o gatinho sapeca que pertencia ao garoto da história e sorri, ou dá  asas à imaginação tentando descobrir se a protagonista vai trair seu marido;  ou se o diretor de filmes vai mesmo produzir e lançar ao sucesso a jovem atriz com quem está  flertando. E nessas horas suas sobrancelhas falam por ele.

Só ele não percebe o quão transparente é!

Mesmo assim, quando a luz do dia se esvai, Maria, sua mulher, não sabe identificar se João realmente está  cansado e por isso quer se deitar mais cedo ou se quer ficar a sós com sua vida submersa.

A real, a verdadeira vida, essa corre  frouxa, o jardim cheio de carrapichos, mais uma ninhada de gatos nascendo, as calças do filho com a barra  lá nos tornozelos, a natureza modifica os dias, o sol quente do verão dá  lugar ao céu azul que prenuncia o outono, Maria já levou o filho três vezes ao parque de diversões e sempre sozinha, como se não tivesse marido e assim passa a vida.

Até que Maria cansada da mesmice, olha-se ao espelho e resolve não merecer aquela vida. Há dias ela tinha uma decisão a ser tomada.

Assim que João sai para o trabalho e Joãozinho para a escola Maria dirige-se apressadamente para os arredores da cidade. 

— Sem preâmbulos ela se aproxima do parque de diversões, cujas peças estão sendo desmontadas e colocadas em um caminhão. 

— José, José, já resolvi. Vou 

para onde você quiser! 

— E o menino?

— O pai vai cuidar. Fica tranquilo, isso é tudo que João precisa, diz Maria ficando na ponta dos pés para receber o beijo de José.

Publicado por blogdadivinablog

Me autodenominei Divina, Perfeita e Maravilhosa. Não é por vaidade e sim porque acredito que foi assim que Deus nos criou: à sua imagem e semelhança. Mesmo que humanamente isso pareça impossível, ao expressar minha crença me sinto bem. Busco o melhor sempre. Tenho fases, sou de Libra e isso ajuda a explicar minhas qualidades e meus defeitos. Amo a vida, minha família, meus amigos. Estudei bastante, sempre gostei de ler, li romances, documentários, biografias...mas minha maior bagagem é de vida, pois sou intensa. Amo muito, preocupo-me muito, erro muito, e procuro muito acertar! Vou dividir com vcs um pouco da minha experiência de vida, neste espaço que considero meu "travesseiro virtual" e o convido a compartilhá-lo comigo. Venha?! Criei este blog em agosto de 2010 na plataforma blogspot. Posteriormente o trouxe para o WordPress . Agora em 2021 estou agregando-o ao meu site asdivinas.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: